Delta alastra e Alemanha alivia

Ora aí está a noticia. A variante Delta  do SarsCov2 começa a alastrar na Alemanha. Agora este país pondera aliviar as regras apertadas em relação a Portugal. O que quer dizer que está disponível para nos oferecer mais contágios.

Veja mais informações aqui: https://www.lusa.pt/international/article/2021-07-01/33827171/covid-19-berlim-admite-rever-posição-sobre-portugal-face-progressão-da-variante-delta-na-alemanha

Menos restrições, mais mortes e as vacinas ali tão perto

A celebração do Natal, em família mais alargada, deu nisto, quando devíamos ser pacientes e muito cuidadosos nas nossas vidas diárias. É mesmo “morrer na praia”.

Nesta vaga, Portugal está à frente de muitos países europeus nos números de contagiados e de mortes por Covid-19. Olhemos para Espanha, para França, para Itália, para a Alemanha, para o Reino Unido e vejamos os milhões de habitantes e os números dos infetados e dos mortos. Se fizermos as devidas proporções concluiremos que os nossos números são maiores, francamente maiores. 

Já era sabido que o SarsCov2 aproveitava todas as aberturas às restrições de contatos para infetar as pessoas, mas os governantes tinham de dar o seu ar de bonzinhos. Deixaram celebrar o Natal em família mais alargada. Recomendaram que se ingerissem as refeições rapidamente longe uns dos outros e se colocassem as máscaras como se fossemos robôs.

Tanta generosidade deu nisto: mais infeções, mais doentes, mais internados, mais mortos e as vacinas ali tão perto. 

Os galgos de Macau estão a salvo

COISAS TRISTES

Imaginem 532 destes animais deixados para trás no encerramento de um negócio que os explorava. Hoje estão a salvo 517 (os outros 15 morreram). Entravam num dos ramos do negócio da diversão em Macau. O Mundo adotou-os.

Enquanto não seguem viagem, estão realojados. 100 organizações internacionais ajudaram no processo. Os galgos serão acolhidos nos EUA, em Itália, no Reino Unido, na Alemanha, em Hong Kong e na Austrália.

Oxalá tenham agora mais sorte!

A cadela Edda foi confiscada

APERTOS

Uma família alemã tinha uma dívida fiscal que não conseguia pagar. As autoridades olharam para os bens e encontraram duas hipóteses de penhora: a cadeira de rodas de um membro da família e o animal de estimação.

Optaram pelo confisco do animal, uma cadela de raça Pug, que venderam no eBay por 750€. Podiam ter vendido melhor. A raça da Edda é valiosa.

Aconteceu na cidade de Ahlen (Alemanha). Tudo legal. Assim acabo de ler na Lusa.

Cão confiscado
Imagem: Lusa

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑