Cair nas armadilhas e dar votos à extrema direita

Hoje apetece-me chamar tolos aos que correm atrás daquela caravana. Pensado que o afrontam estão a levá-lo ao colo. Ah se Sísifo tivesse tido ajudas assim, a pedra teria chegado ao topo. 

Ainda não perceberam que criam as condições para que as televisões multipliquem o tempo que já lhe atribuem. Se fossem mais sagazes já o tinham deixado nas praças vazias. Ainda assim, apesar dos favores já feitos, estão a tempo de esquecerem que ele existe. Se, por acaso, não é mesmo uma conveniente campanha que está em marcha.

Se efetivamente o contestam, estejam atentos aos alinhamentos dos noticiários televisivos e às sondagens que vão sendo publicadas. Sabemos que o que conta é o voto na urna no dia das eleições, mas também sabemos que os votantes podem ser influenciáveis.

Se são incautos, a servir de lebres, os meus pêsames.

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑