Não há incentivos. As vacas continuam a perder os chifres (e os touros e as cabras e os carneiros e talvez outros animais)

COISAS TRISTES

Os votos confirmaram as sondagens. As vaquinhas suíças vão continuar a perder os chifres. 55% dos eleitores votantes, no referendo de ontem, responderam não à pergunta colocada.

É verdade que não perguntaram aos eleitores se eles queriam, ou não, que cortassem os chifres aos animais. A questão colocada foi se eles queriam, ou não, que o Estado pagasse subsídios a quem não cortasse os chifres aos animais. A resposta foi maioritariamente não. Eles não querem que sejam pagos subsídios.

O agricultor (Armin Capaul) que recolheu as mais de 100 000 assinaturas para o assunto ser levado a referendo, pode ter contribuído para, alguns, considerarem o referendo  interesseiro. Ele é agricultor e não corta os chifres aos seus animas.

Na Suíça continua tudo como estava. Não há incentivos. As vacas continuam a perder os chifres (e os touros e as cabras e os carneiros e talvez outros animais).

Vacas com chifres cortados ocupam menos espaço nos estábulos. A Suíça referenda subsídios para quem crie e mantenha os animais intactos

COISAS TRISTES

 

A Lusa noticiou hoje: “vacas com chifres, símbolo da Suíça, vão a referendo”. Pareceu-me um pouco estranha esta consulta aos eleitores. Mas lendo um pouco mais, vejo que neste país só 10% das vacas têm chifres.

Sabem porque só 10% das vacas do país tem chifres? Porque os chifres das outras foram cortados. E sabem porque lhes cortaram os chifres? Porque assim elas ocupam menos espaço nos estábulos.

A história do referendo é simples, um ativista animal, agricultor e dono de vacas com chifres, resolveu recolher as 100 000 assinaturas necessárias legalmente para levar a referendo uma proposta para que o governo suíço pague subsídios a quem não lesar os animais.

O agricultor demorou 18 meses, mas conseguiu recolher 119 626 assinaturas e o assunto vai a votos no próximo domingo.

Segundo as sondagens, depois de domingo, as vaquinhas suíças correm o risco de continuar a perder os chifres.

 

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑