A Catalunha saiu de casa

Estava eu a escrever sobre as estatísticas dos casamentos em Portugal e, quando ligo a televisão, estava a ser votado, no Parlamento da Catalunha, um “divórcio”.

Sim, Espanha e a Catalunha estão separadas de facto.

Como poderá a Catalunha fugir do casamento? Talvez possa contar a sua história. Demonstrar que o casamento foi combinado. Falar da língua não comum. Explicar muito bem porque quer ser dona do seu destino.

Formalmente, Espanha não aceita. Quer manter o “casamento” à força. Já existiu aquilo a que podemos chamar de “violência doméstica”. Que, assim parece, virá a repetir-se.

Quando um dos cônjuges já não quer o casamento, como se pode mantê-lo?

A língua que falam não é comum. A cultura das partes não é a mesma. A parte mais fraca vai ter de recorrer à justiça. Mas, como já se viu, prevalece a lei do mais forte.

A família interesseira quer manter o “casamento de conveniência”. Vejam-se as declarações que se vão repetindo. Não querem que o exemplo frutifique nas suas casas.

Tudo indica, que a violência se vai repetir. O decisor vai declarar o casamento válido e em acórdão humilhar a parte mais fraca.

mapa catalunha pixabay
Imagem: Pixabay.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: