O feio é mesmo horroroso

Voltou, à RTP2, a série Gomorra.

Na anterior temporada, eu via a violência como cenário. Perdia-me na observação da arquitetura da cidade, no design dos interiores das habitações, nas vestes das personagens. Eu escrevi que: “ali até o feio é bonito”.

Mas tenho de refazer o que escrevi. Nesta temporada, o cenário mudou de lugar. Perdi o encantamento anterior. As pessoas e as suas ações estão em grande plano. Agora, até o bonito é feio e o feio é mesmo horroroso.

No episódio de ontem, Ciro, o protagonista, trabalha para uma rede de tráfico de jovens mulheres. É verdade que, no fim, ele arrasa-os todos e liberta uma rapariga. Vai deixá-la à porta de casa.

Mas é inquietante ver e pensar se não viveremos paredes-meias com situações, assim, terríveis. É verdade que é ficção. Mas sabe-se, muitas vezes, a realidade ultrapassa-a.

gomorra prédio
Imagem: devirnomadevida (este edifício costumava ser vedeta).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: