Usaram informação privada da Facebook. Arrependem-se. Pagam uma multa? Só isso?

USOS E ABUSOS

Gostava de saber quem vai amealhar os milhões que resultam de uma sanção por terem sido violados os dados privados de 87 milhões de utilizadores da Facebook. Esta informação fica para outro dia, porque, pelo caminho da pesquisa, encontrei o homem que esteve no centro do abuso. É um canadiano, perito em informática, que trabalhava para a britânica, Cambridge Analytica (CA) onde a informação das pessoas foi acedida e tratada de modo a obterem perfis psicológicos de possíveis votantes. Agora, até é tido como muito interessante!

É Christopher Wylie, canadiano, assume ter contribuído, de forma drástica, para a vitória de Donald Trump, nas presidenciais de 2016, nos Estados Unidos da América (EUA) e para o êxito no Brexit, no mesmo ano, no Reino Unido. Está arrependido. Ele denunciou e denunciou-se sobre o uso de dados pessoais de 87 milhões de utilizadores da Facebook, onde ele terá tido o papel principal na CA, segundo o próprio.

A CA abriu falência. Donald Trump foi colocado no poder. O Reino Unido anda às voltas com o Brexit. Wylie, que diz ser o principal responsável do uso abusivo de dados privados das pessoas, desdobra-se em conferências explicando como ajudou a enganar meio mundo.

A Facebook poderá vir a pagar uma multa de 5000 milhões de dólares. É esta a intenção da Comissão Federal do Comércio dos EUA, que terá de ser confirmada pelo Departamento de Justiça deste país. Possivelmente a sanção será aplicada e irá dar mais um impulso a quem já foi ajudado na ascensão.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: