Petróleo na Costa: pensões e salários melhorados

Vão começar a furar? As profundezas do mar serão revolvidas. As sardinhas e os outros peixes bem podem emigrar.

As areias douradas das praias correm o risco de perder o brilho e, até mesmo, de mudar para cor de chumbo. Os turistas e os naturais vão fugir ao crude. O horizonte vai ficar mais curto.

Dizem os  interessados, que os riscos, neste lado do Atlântico, são diminutos ou não existem de todo. Na nossa costa não passam tufões. O clima, por aqui, não sofre alterações drásticas. A tragédia dos incêndios de 2017 foi mesmo um percalço. As nossas condições atmosféricas mantêm-se constantes há centenas de anos. Nada está a mudar!

Sim, ainda falta referir, que as técnicas, as tecnologias e a ação dos homens são infalíveis. Podemos dormir descansados e não fazer nada.

Ah! Sim, ainda falta mencionar o mais importante. Também não nos devemos preocupar,  porque os riscos, se alguns houver, serão totalmente compensados, logo que as sondas entrem no âmago do Oceano. Os alentejanos e os algarvios vão deixar de receber pensões míseras e os salários de quem trabalha subirão em flecha.

Estão descrentes? Então não têm notícias de que, por todo esse mundo da exploração do petróleo, toda a riqueza é dividida por todos?

Nós, os que andamos por fora, também queremos viver melhor. Vamos regressar em breve.

.IMG_2469

Imagem: Desobrigado

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: