Punhos de renda

CRÓNICAS

 

Eu gosto de punhos de renda reais. Adoro aqueles que me apertam os pulsos e me enfeitam as mãos. Os figurativos, que designam a mansidão com que algumas pessoas vão vivendo e acautelando as relações com outros seres humanos, desagradam-me. O trato, de quem usa estes punhos excessivamente expostos, é exagerado e mal interpretado. De diplomático, cortês, reservado, habilidoso, elegante e fino, passa a subserviente, adulador, engraxador e muito mais.

Andar com punhos de renda é o que não me apetece mesmo, a maior parte do tempo. Desejo, isso sim, fazer precisamente o contrário. Muitas cautelas inibem-me a personalidade. Adoro ir direta ao assunto, sem injúria. A clareza encanta-me. Aborrece-me rodear as questões. Gosto de deixar a diplomacia aos profissionais. Ultimamente, então, uso punhos mais grosseiros. Os punhos de renda estão a ficar muito na gaveta. Demasiadas vezes dirão algumas pessoas. Desculpem-me, então, mas talvez até me esqueça da gaveta onde os guardo.

IMG_5697
Imagem: Desobrigado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: