Não houve camisa lavada nem cadeira na Europa

AS PESSOAS…

Podia ter ajudado? Não, não podia. Nós gostamos um pouquinho de choro e condoemo-nos muito com o sofrimento alheio, mas não fazemos cruzes em boletins de voto porque houve uma desgraça.

Aconteceu-me não gostar de ver. Ficar mesmo incomodada. Sentir que houve desumanidade dos serviços de saúde, do partido político que o tinha como cabeça-de-lista, da família, dos amigos ou de todos. Ele sofreu um acidente, grave, de automóvel.  Era conduzido pelo líder do partido que foi primeiro-ministro e, por isso, este, recebeu tratamento condicente.

Ele é Paulo Sande, cabeça-de-lista, do partido Aliança. Foi hospitalizado e teve alta no mesmo dia. Saiu com a mesma camisa branca ensanguentada com que entrou. Não houve quem lhe emprestasse uma camisa lavada. Os holofotes estavam sobre ele. O líder do partido, esse, saiu sorrateiramenteno dia seguinte.

Ontem, quando vi Paulo Sande, na noite da derrota, senti um estremecimento. Relembrei a sua imagem à saída do hospital, em Coimbra.

Ainda pensei que fosse eleito, mas não. Não tem cadeira na Europa.

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: